Data Center

Como a IoT otimiza as operações de Data Center

A velocidade da mudança no mercado de colocation  e a necessidade de que todos nós adotemos novas tecnologias para nos ajudar a acompanhar essa transformação é algo absolutamente crítico. Softwares são a única opção para fornecer a transparência necessária para otimizar as operações de Data Center durante todo o ciclo de vida desses ativos.

Uma alternativa para este cenário é o EcoStruxure, a arquitetura da Schneider Electric que permite a operação inteligente de edifícios, sistemas de energia e Data Centers.

O EcoStruxure tira proveito dos avanços da tecnologia de Internet das Coisas (IoT) para oferecer inovações em três níveis fundamentais:

  • Produtos conectados: no caso de um Data Center, o EcoStruxure coleta dados de todos os tipos de dispositivos mecânicos, de energia e de TI, desde painéis e UPSs até PDUs, racks e sistemas de climatização de precisão.
  • Edge Control: com os produtos conectados, o Edge Control, ou controle na borda, realiza o monitoramento, gerenciamento de incidentes, nível de utilização dos ativos e a análise em tempo real do Data Center.
  • Analytics: permite que todos os dados que entram na plataforma façam sentido a partir de aplicações, serviços – incluindo serviços baseados em nuvem – e análises preditivas que ajudam você a gerenciar com mais eficiência seus Data Centers. Os dados são transformados em informações relevantes para operação e otimização da operação do Data center.

Em relação a estas funcionalidades, gostaria de destacar três histórias de clientes que demonstram o poder do EcoStruxure:

A Telefónica é uma provedora de telecomunicações espanhola que opera um Data Center Tier 4 em Alcalá de Henares, Espanha. Quando foi construído há alguns anos, era um dos maiores Data Centers do mundo, destinado a ajudar a empresa a consolidar as operações de diversos Data Center menores.

O nível de redundância necessário para atingir o status de Tier 4 em termos de UPS, refrigeração e equipamentos de TI torna ainda mais desafiadora a economia de energia. Mas, usando os módulos EcoStruxure Data Center Advisor e Building Operation, a Telefónica conseguiu uma classificação de eficácia de uso de energia (PUE) entre 1,3 e 1,4. Isso seria bom até para um Data Center Tier 1, mas para um Tier 4 é excelente.

Para outro cliente, a empresa de colocation Interxion, construímos um Data Center dentro de um antigo depósito em apenas dois meses usando módulos de Data Center pré-fabricados. A solução garantiu a confiabilidade de 99,999% que a empresa exige, em parte porque o Data Center pré-fabricado foi equipado com o EcoStruxure. Ele oferece monitoramento em tempo real para suportar a detecção antecipada e a resolução rápida de quaisquer problemas, para evitar tempo de inatividade.

O terceiro cliente, a Retirement Systems of Alabama (RSA), é o administrador de fundos de pensão para funcionários do estado norte-americano do Alabama. A empresa monitora cerca de 800 dispositivos conectados em seu Data Center. Para evitar tempo de inatividade, a RSA precisava de uma plataforma eficiente para colaboração móvel e gerenciamento de incidentes, além de acesso imediato a dados em tempo real de todos esses sensores, que ajudassem na análise de tendências.

A companhia encontrou a solução no EcoStruxure IT Advisor, que fornece rápida solução de problemas, com fácil acesso a dados e informações de tendências, juntamente com um recurso de bate-papo móvel para permitir colaboração entre equipes e compartilhamento de conhecimento.

A RSA é um bom exemplo de como o EcoStruxure pode oferecer inteligência acionável que permite uma abordagem mais proativa de gerenciamento em todos os pontos do ciclo de vida de um Data Center.

Você pode ter um gostinho do que o EcoStruxure pode fazer a partir deste vídeo com Fran Muña, diretor de infraestrutura crítica da Telefónica, que explica como o EcoStruxure ajuda a empresa a atingir uma incrível densidade de 14kW por rack em seu Data Center em Alcalá.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)