Sustentabilidade

Como a transformação digital impulsiona a sustentabilidade

Os riscos do aquecimento global são difíceis de abordar já que são em sua natureza de longo prazo, no entanto, eles exigem ações em curto prazo para que seus impactos sejam reduzidos. Como resultado, governos ao redor do mundo estão agora impondo metas para indústrias que vão forçar a transição para uma economia baixa em carbono. Organizações industriais, de acordo com o Environmental Protection Agency, são responsáveis por pelo menos 21% das emissões de gases do efeito estufa. Portanto, elas estão sob pressão tanto por parte dos clientes e consumidores quando dos governos, para rapidamente atingir os targets de redução de emissões. Muitas companhias estão olhando para a transformação digital como uma possível maneira de chegar aos objetivos. 

Transformação digital e sustentabilidade  

Companhias na Ásia-Pacífico mostraram alto nível de conhecimento sobre os problemas relacionados ao clima. De acordo com o CDP Global, metade das 2.511 empresas (54%) que reportam através do CDP, estão integrando processos para identificar, tratar e gerenciar problemas relacionados ao cliente em seus gerenciamentos gerais de riscos. A Australia e a Nova Zelandia têm o maior percentual (58%) de empresas que reportam com o uso de análises de cenário relacionados ao clima para informar e direcionar suas estratégias de negócio, seguidos pelo Sudoeste Asiático (53%), sugerindo uma liderança emergente nas sub regiões da Ásia-Pacífico. Tais mudanças norteadas pela sustentabilidade demandam recolocações de capitais, reavaliações de processos industriais e uma rápida aceleração da transformação digital. As indústrias que não se ajustarem rapidamente à neste novo mundo, possivelmente deixarão de existir. 

Porque a transformação digital e a sustentabilidade andam de mãos dadas 

Na Schneider Electric, sustentabilidade há muito tempo representa um pilar estratégico chave da companhia. Desde 2005, nós ajudamos nossos clientes a economizar cerca de 120 milhões de toneladas em emissões de CO2. Nossos especialistas trabalham junto aos parceiros das cadeias de suprimentos para identificar e extrair economia de energia e benefícios de sustentabilidade em todos o processo de criação de produtos, entrega e suporte de ciclo de vida.  

Em reconhecimento ao desempenho da Schneider Electric no campo da sustentabilidade, a Corporate Knights, maior revista em circulação sobre capitalismo limpo globalmente, recentemente a nomeou a empresa mais sustentável do mundo no seu Global 100 index. Nós atribuímos este sucesso a habilidade de digitalizar nossas operações. A Schneider tem 70% de sua receita proveniente da venda de soluções sustentáveis, enquanto 73% de nossos investimentos são direcionamos ao desenvolvimento de novas e ainda mais sustentáveis soluções. 

Muitos dos nossos clientes industriais nos pediram para dividir nossa expertise em sustentabilidade e transformação digital, para ajudá-los a tratar temas tanto de emissões de gases do efeito estufa quanto dos desafios relacionados a transformação dos negócios. Conforme conversamos com essas organizações, ajudamos elas a implementar pilotos de transformação digital e a focar em estratégias de longo prazo para acelerar e escalar essas mudanças. 

Táticas e estratégias para fazer a transição para sustentabilidade 

O processo fundamentas para facilitar essa transição para uma operação mais digitalizada e sustentável envolve workshops relacionados a ambição, benchmarking de maturidade digital, modelos de previsão para desenvolvimento sustentável e foco em gerar experiências excepcionais para as personas de seus clientes. Tais exercícios revelam respostas a perguntam como: 

  • “Você tem um negócio ágil?” 
  • “Você pode melhorar o retorno de seus investimentos?” 
  • “Como posso gerenciar meus ativos?” 
  • “Quão sustentável é sua operação?” 

Essas táticas, então, suportam os pilares estratégicos de eficiência, lucratividade, confiabilidade, performance, proteção e segurança de negócios tradicionais – e então adicionar um quarto pilar chave: transformação de negócios e sustentabilidade. 

Usando dados para atingir 3 principais desafios 

A implementação dessas estratégias é conquistada focando em três desafios e nos meios de capturar, consolidar e analisar dados, que podem ajudar as organizações a vencer os obstáculos de negócios que esses desafios representam: 

  1. Unir sustentabilidade a Indústria 4.0 – 5.0: Os processos de fabricação de ponta a ponta, são essenciais para a criação dos dados que permitem stakeholders implementarem melhorias. A extração e análise destes dados através de tecnologias digitais ajudam a reduzir emissões não apenas ao tratar ineficiências nos processos, mas também, revelando oportunidades sustentáveis. Na maioria das organizações, a insuficiência de dados causa atrasos de fabricação, transporte de produtos abaixo dos padrões, processamento ineficiente, estoque desnecessário, movimentação de produtos indevida, produtos defeituosos e sub/super produção. Olhando para o futuro, organizações estão encontrando formas de aproveitar a mesma metodologia utilizada para a implementação de processos digitais, para focar em melhorias de sustentabilidade.
  2. Aceleração na redução de emissões: 2030 está há apenas 8 anos de distância e muitas organizações industriais já analisaram se vão ou não atingir os objetivos de sustentabilidade exigidos pelo governo até lá.  Qualquer déficit resultará em multas significativas ou em compras substanciais de créditos de carbono para evitar tais multas. Por outro lado, companhias que atingirem uma operação altamente sustentável se encontrarão na liderança. A Blackrock, organização internacional de gestão de investimentos, aponta fortes evidências de que empresas com melhores perfis ambientais, sociais e governamentais (ESG), superam seus concorrentes. A Tesla, líder na fabricação de carros elétricos, já está gerando bilhões em receitas suplementares através da venda de créditos ambientais (A Tesla arrecadou USD3.3 bilhões de créditos regulatórios de 2018 a 2021, com USD1.6 bilhões ganhos apenas em 2020). Companhias estão focando em projetos de sustentabilidade com um tempo de retorno curto. É a hora de dar passos ousados e olhar para projetos de negócio com retornos de médio a longo prazo. 
  3. Assimilando a transformação digital: Os benefícios da sustentabilidade e da transformação digital andam de mãos dadas. Para atingir a verdadeira neutralidade de carbono, os negócios precisam da transformação digital. Isso porque a nova geração de dados através da digitalização resulta na criação de novos processos corporativos que geram maior eficiência, agilidade e sustentabilidade. A transformação digital impulsiona o crescimento dos negócios através de facilitadores como visibilidade em tempo real, aprendizado preditivo, machine learning, performance detalhada de dados, convergência e sinergia de TI e TO, e implementação de plataformas de IoT voltadas para dados. As recompensas da quantidade e qualidade de casos incluem acesso a técnicas precisas de gerenciamento que permitem operações altamente sustentáveis. 

 

Veja como a Schneider Electric está apoiando as indústrias do futuro no caminho da sustentabilidade clicando aqui 


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)