Sustentabilidade

Razões por que as empresas de eletricidade devem ser mais sustentáveis

As empresas de eletricidade já estão a implementar várias medidas para reduzir as suas emissões de CO2. Devem, no entanto, continuar agora a esforçar-se para serem mais sustentáveis do ponto de vista ambiental, uma vez que evitar o aquecimento global acima de 1,5ºC será impossível sem que se aumente a proporção de eletricidade mais limpa.

Isto acontece porque o planeta não é capaz de sustentar a nossa crescente procura de energia com combustíveis fósseis sem comprometer uma situação ambiental já de si precária. Melhorar a sustentabilidade e aumentar a utilização de energias renováveis descentralizadas é, portanto, essencial para o futuro das empresas de eletricidade.

Prevê-se que a procura mundial de eletricidade aumente em 60% até 2040. No entanto, a boa notícia é que durante o mesmo período é esperado que a percentagem de eletricidade solar e eólica no mundo triplique.

Desafios e oportunidades no mercado da energia

As consequências desta mudança no mercado da energia representam um novo nível de complexidade – tanto do lado da oferta como da procura de energia – que irá introduzir, por sua vez, desafios e oportunidades. As mudanças colocarão a indústria à prova, à medida que se esbatam as fronteiras entre a oferta e a procura. É importante assinalar que um futuro sustentável e baseado nas energias renováveis exigirá o apoio e a inovação de todos os agentes do setor energético.

Do lado da procura, a complexidade advém da interação com os mercados energéticos e da necessidade de maximizar os incentivos. Os clientes já não são meros consumidores de energia; tornaram-se produtores conscientes. Assim, no seu novo papel de prosumers eles querem – e precisam – de poder de gerir o seu comportamento energético, tanto em termos de consumo como da sua própria produção. Querem poder controlar ativamente o seu mix energético e encontrar benefícios nesta nova equação energética, incluindo mais fiabilidade, disponibilidade, sustentabilidade, acesso à energia e a novos serviços.

Do lado da oferta, a complexidade resulta da operação, da gestão, do planeamento, do investimento e da estratégia. As empresas elétricas devem tirar partido das tecnologias para otimizar o seu planeamento e investimento, bem como a gestão de ativos e mão-de-obra, para melhor cumprirem o seu papel fundamental.

Tecnologia digital para gerir os desafios atuais

Embora este novo cenário envolva um certo grau de complexidade, existem também soluções de medição para ambas as partes graças à tecnologia digital. Estas ferramentas são suficientemente flexíveis para gerir os desafios atuais, como refletir o estado real da rede e do intercâmbio de dados, e permitem a preparação para o futuro. No entanto, embora a digitalização seja uma ferramenta essencial para incorporar a sustentabilidade em todas as áreas do negócio, não é a solução total. Para atingirem os seus objetivos de sustentabilidade e permanecerem competitivas, as empresas de eletricidade devem também implementar o seguinte:

  • Integrar mais energias renováveis em todos os níveis da rede para substituir os combustíveis fósseis.
  • Comprometer-se a utilizar equipamentos melhores e mais modernos, como o inovador quadro de média tensão sem SF6 da Schneider Electric, uma solução comprovada que substitui o gás de efeito de estufa hexafluoreto de enxofre (SF6) por ar e vácuo.
  • Focar-se no aumento da eficiência, não só da rede mas também da força de trabalho, reduzindo a sua movimentação através de uma maior utilização de dados, do controlo remoto e da troca das suas frotas atuais por veículos elétricos.

É responsabilidade das empresas de eletricidade ajudar o planeta a atingir os objetivos climáticos e incorporar a sustentabilidade em todos os aspetos do seu negócio. A pressão neste sentido surge tanto dos seus objetivos internos e indicadores-chave de desempenho (KPIs), como da pressão externa dos governos e decisores políticos, que estão a tentar evitar um cenário de aquecimento global superior a 1,5ºC até 2100.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)