Sem Categoria

Instalando DPS em um Quadro de Disjuntores

Com os avanços tecnológicos, nós sempre nos beneficiamos quando sabemos usá-los com sabedoria, então aqui vamos aprender os passos e os benefícios de estar instalando DPS em um quadro de luz.

 Lembre-se que este dispositivo não se destina a eliminar o uso de para-raios, pois em cada caso temos que usar o dispositivo adequado com sabedoria

 Por isso o DPS entra no mercado para proteção contra surtos em circuitos integrados, sozinho ou através de dispositivos.

 

Instalando DPS: como funciona

 Antes de aprender como estar instalando DPS, é importante saber o que é exatamente e como é o seu funcionamento.

 DPS são dispositivos instalados em edifícios para detectar sobretensões transitórias que ocorrem na rede para desviar correntes de pico. 

 Devido aos surtos imprevisíveis que podem ocorrer em estruturas residenciais, comerciais e industriais e podem causar danos aos sistemas elétricos e equipamentos elétricos e eletrônicos no local

 É necessário um dispositivo de proteção contra surtos SPS de qualidade.

 Os surtos de energia podem vir de uma variedade de fontes. 

 Descargas da atmosfera são comuns, e também oscilações na manipulação de rede e de máquinas que utilizam grandes quantidades de energia, sendo as máquinas e os equipamentos industriais e corporativos.

 Portanto, quando um dispositivo de proteção contra surtos DPS é instalado, o dispositivo detecta e descarrega surtos no sistema de aterramento antes de atingir a fonte de alimentação e os equipamentos.

 Os DPSs funcionam alterando sua impedância interna, pois à medida que a tensão nos terminais do DPS aumenta, sua impedância tende a diminuir

 Dessa forma há uma polarização no fluxo de corrente do surto para o terra interno e o dispositivo protege contra sobretensão. O aparelho vai queimar porque a voltagem é maior que a suportada.

 

 Os equipamentos são divididos em três categorias, a saber:

 Classe I: previnem as emissões atmosféricas que ocorrem diretamente nas edificações, na rede de distribuição das concessionárias ou no aterramento de suas instalações;

 Classe II: Este tipo de equipamento é utilizado em quadros de distribuição para proteger os circuitos desse quadro de tensões residuais de DPSs de Classe I e/ou sobretensões induzidas pela própria instalação causadas por alguma elétrica atmosférica remota;

 Classe III: Esta classe é responsável por proteger os equipamentos eletrônicos das sobretensões do próprio dispositivo, ou seja, a tensão gerada na partida de um motor, partida de um disjuntor ou qualquer outro tipo de comutação.

 De acordo com as normas ABNT NBR 5410-2004 e NBR 5419-2005, o uso de DPS é complementar à proteção interna da estrutura do sistema de proteção contra descargas atmosféricas (o conhecido SPDA).

 

Como instalar DPS

 Dispositivos de proteção contra surtos são instalados em painéis elétricos, bem como disjuntores.

 Dessa forma, o dispositivo de um lado receberá uma ou mais fases e incluirá o neutro, e na sua saída o condutor será aterrado, então o melhor é fazer em uma faixa padrão e funcionar bem, veja imagem abaixo.

 Existem também modelos de DPS pessoais para eletrônicos, são tão fáceis de instalar, basta conectá-lo a uma tomada e você pode usar seu computador, modem, telefone e muito mais.

 Existem apenas duas maneiras de conectar DPS, série e paralelo. Quando conectados em série, os DPS são protegidos por dispositivos de proteção instalados no quadro de distribuição em série com os DPS. 

 Se o DPS estiver sobrecarregado, o dispositivo de proteção desarmará, desligando todo o dispositivo. 

 Este dispositivo de proteção pode estar queimado. No entanto, em paralelo, o DPS pode ser protegido por um dispositivo de proteção instalado no cabo de conexão do DPS. 

 Desta forma, quando o dispositivo de proteção entra em operação, apenas o circuito protegido é fechado, permanecendo os demais dispositivos energizados.

 As empresas podem instalar dispositivos de proteção contra surtos DPS em edifícios quando instalam SPDAs. 

 No entanto, em redes de distribuição elétrica, transformadores que protegem, iluminação urbana, painéis solares, tubulações, linhas e tomadas de telecomunicações, DPSs podem ser instalados e acoplados aos equipamentos a serem protegidos.

 

 Então caros leitores, a tecnologia avançando cada vez mais. 

 E com isso, cada vez mais surge a necessidade de estarmos aprimorando a segurança dos nossos equipamentos elétricos, eletrônicos e uma dessas maneiras de prevenção é estarmos instalando DPS.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)