ResidencialDecoração

Como decorar uma casa com pé direito duplo?

Quem deseja elegância e uma sensação única de amplitude em sua casa, deve planejar a compra ou a construção de um imóvel com pé direito duplo. Essa característica confere mais possibilidades de integração entre os cômodos, além de oferecer, dependendo do projeto, um frescor e uma iluminação natural incríveis, que tornam o espaço mais aconchegante e agradável.

Ainda é uma excelente oportunidade de programar uma decoração que contemple fina marcenaria, uso de materiais nobres e a exploração do espaço nas paredes para criar uma verdadeira galeria de obras de arte — ou um belo jardim vertical. Mas é preciso cuidado ao decorar para que o imóvel não fique muito poluído ou vazio demais, causando uma sensação de frieza.

Neste artigo, você vai encontrar dicas preciosas para planejar a decoração dos seus projetos de imóveis com pé direito duplo. Confira!

Qual é a diferença entre pé direito duplo e pé direito alto?

Antes de começarmos a falar da decoração, é importante diferenciar esses dois conceitos, que não significam a mesma coisa, apesar de poderem “se cruzar” em um mesmo imóvel. A distância entre o teto e o piso de um cômodo é chamada de pé direito e costuma medir de 2,5 metros a 2,7 metros, normalmente.

Quando essa medida ultrapassa os três metros, já é considerado que o imóvel tem o pé direito alto. No caso do pé direito duplo, ele ocorre em imóveis em que há mais de dois pavimentos, sendo um deles o mezanino. Dessa forma, sua altura total será duas vezes maior do que a de um pé direito convencional.

Na arquitetura moderna, é possível encontrar imóveis, geralmente comerciais, que tenham até mesmo pé direito triplo ou quádruplo. Isso torna a decoração um desafio interessante para os profissionais, que precisam aliar as vantagens dessa amplitude ao aconchego desejado pelo dono do imóvel.

Como decorar ambientes com pé direito duplo?

Você pode imaginar que não é fácil encontrar equilíbrio na decoração de ambientes com pé direito duplo. Mas algumas dicas vão ajudar a ter uma ideia de como aproveitar esse espaço da melhor forma, de acordo com o desejo do cliente. Veja quais são as principais.

Faça um bom planejamento

Como em qualquer projeto arquitetônico, é preciso muito planejamento antes da execução. No caso do pé direito duplo, não há como negligenciar essa regra. Por isso, é importante entender bem quais são os desejos e gostos do cliente para poder adequá-los à amplitude do cômodo que tem essa característica.

O pé direito duplo proporciona a integração entre ambientes, e isso pode ser muito bem aproveitado, tornando o imóvel mais dinâmico. Até mesmo a escada utilizada para essa integração poderá ser usada como elemento decorativo, ajudando a criar o clima que se pretende dar ao espaço.

Aposte na iluminação natural

Quem busca um imóvel com pé direito duplo, certamente, vai querer aproveitar essa que é uma das suas principais vantagens. O uso de grandes aberturas, abusando da transparência proporcionada pelos vidros, favorece o aproveitamento da luz natural, proporcionando mais aconchego e, até mesmo, economia ao proprietário do imóvel.

A ventilação também é um ponto forte do ambiente que tem essa característica, pois as aberturas maiores possibilitam que o cômodo seja mais arejado. O uso de portas e janelas maiores do que o convencional oferece esse benefício e ajuda a equilibrar a decoração em um espaço tão grande.

Transforme a escada em item decorativo

Como mencionamos, os imóveis com pé direito duplo têm, normalmente, uma escada para fazer a ligação com o pavimento superior ou o mezanino. É importante que ela tenha harmonia com o restante do projeto, pois ela terá destaque no visual geral do ambiente, podendo, até mesmo, ser seu principal elemento decorativo.

Uma opção é deixar todo o restante da decoração mais limpo e apostar em um tipo de escada mais escultural. Em outros casos, elas podem ser mais clean, com acabamento em madeira e guarda-corpo em vidro.

Opte por móveis e estantes altas

Uma maneira elegante e lúdica de preencher o espaço da parede maior do cômodo com pé direito duplo é usar aquelas estantes extremamente altas, que são acessadas por escadas, para acomodar livros e objetos de decoração. Essa escolha oferece um ar mais clássico ao ambiente.

Também podem ser usadas prateleiras e nichos que, além de funcionais, poderão acomodar objetos decorativos, lembranças de viagens, coleções, entre outras coisas que são do interesse do proprietário do imóvel. O importante, aqui, é conferir personalidade ao espaço.

Se o pé direito duplo estiver na cozinha, é possível usar as prateleiras e gabinetes, ganhando espaço e praticidade. É preciso ficar atento apenas ao cuidado de não deixar o visual muito poluído, o que pode facilmente cansar o seu cliente.

Utilize quadros e outros artifícios para decorar as paredes

Uma dica de ouro para quem não deseja exagerar na dose ao adornar imóveis com pé direito duplo é escolher apenas a parede mais alta para preencher com elementos decorativos, deixando as demais limpas. Você pode usar essa parede para criar uma galeria de arte, pendurando quadros ou fotos em tamanhos variados que podem chegar até o teto.

É possível, ainda, escolher uma única tela, de tamanho considerável, que poderá ser o destaque da decoração no ambiente. Uma alternativa é usar uma tapeçaria interessante e grande, que preencha bem o vazio da parede. Outra possibilidade é fazer a parede com texturas e revestimentos ou usar vegetação de grande porte, aproveitando bem a iluminação natural.

Acerte na escolha das cortinas

Um ponto que deve ser levado em consideração, especialmente quando forem usadas grandes aberturas de vidro, é a escolha das cortinas. Nos ambientes com pé direito duplo, o ideal é que elas vão do teto ao chão, cobrindo toda a abertura. Como serão muito altas e, possivelmente, pesadas, aposte naquelas que têm comando elétrico ou automatizado.

Opte por móveis que absorvam o som

Os espaços com pé direito duplo oferecem uma amplitude incrível, mas, se não houver cuidado na hora de decorá-los, pode ser que o morador tenha problemas com a acústica. Isso porque, por serem muito grandes e altos, pode haver eco no ambiente.

Para evitar isso, é possível contar com a ajuda dos móveis ou revestimentos. Painéis de madeira, por exemplo, ajudam a absorver o som. O mesmo ocorre com as cortinas mais pesadas, como as feitas em veludo ou em camurça. A aposta em tapetes ou carpetes também oferece uma boa ajuda nesse sentido.

Aposte em uma iluminação que valorize o ambiente

Não se esqueça de fazer um bom projeto de iluminação para esses espaços, mesmo quando a luz natural for bem aproveitada. É importante que alguns objetos ou cantos específicos recebam focos de luz, valorizando o seu uso. Também é fundamental que a iluminação seja bem harmonizada no caso de ambientes integrados.

Decorar imóveis com pé direito duplo costuma ser um grande desafio, mas ao encontrar o equilíbrio entre a amplitude e o aconchego, o resultado poderá ser surpreendente e compensador. Não se esqueça de fazer um bom planejamento, envolvendo o cliente em todas as fases do projeto para obter o sucesso.

O que achou das dicas? Deseja ficar por dentro de todos os conteúdos interessantes que produzimos sobre arquitetura e decoração? Então, siga as nossas páginas nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn!


One Response
  1. Rita Regina Cardoso Diniz

    Adorei as dicas, porque vou construir com pé direito duplo e fico preocupada com a decoração e excesso de parede

    Responder

Leave a Reply

  • (will not be published)