Life @ Schneider Blog

Go Green 2020: O projeto vencedor – Groon: Sustainable Fishmonger!

Este artigo foi escrito por Angie Redondo e Jorge Polo, estudantes do último ano de Engenharia de Mineração e Metalurgia na Universidade Nacional da Colômbia.

“Groon” é um modelo de negócio, vencedor do Go Green 2020 da Schneider Electric, que aproveita os resíduos orgânicos da atividade de pesca (vísceras e escamas) para produzir biogás. Isso é combinado com a energia solar e transformado em energia elétrica que será utilizada para abastecer áreas com insuficiência energética.

Olá! Somos Angie Redondo e Jorge Polo, estudantes do último ano de Engenharia de Mineração e Metalurgia na Universidade Nacional da Colômbia. Queremos contar como foi nossa experiência participando do GO GREEN 2020,e como conseguimos nos tornar os vencedores do concurso. Continue com a gente!

Tudo começou quando fomos para a faculdade

Para começar, queremos contar um pouco sobre nós. Nos tornamos amigos desde que começamos a estudar na faculdade, e com o tempo, junto com outros 5 amigos, formamos uma grande família.

No final de 2019, duas pessoas de nosso grupo estavam fazendo seus estágios na mesma empresa. E foi então durante estes meses que soubemos, por meio de um post feito pela Universidade no Facebook, que teríamos a oportunidade de participar do Go Green da Schneider Electric.

Uma chance que, além de nos dar a possibilidade de viajar para Las Vegas, nos Estados Unidos, abriría portas para desenvolvermos um projeto que pudesse impactar positivamente nosso país. Nos inscrevemos muito animados, mas não esperávamos ganhar, porque sabíamos que os outros participantes seriam muito talentosos.

Foi neste momento que os desafios começaram. O primeiro deles foi desenvolver uma ideia que atendesse aos objetivos da competição e que também se adaptasse às necessidades de alguma região da Colômbia. Então decidimos participar da categoria sustentabilidade e acesso à energia., pois em nosso país temos áreas onde a cobertura do serviço de eletricidade é deficitária.

Angie e Jorge, vencedores globais do Schneider Go Green 2020

As melhores ideias vêm quando menos esperamos

O tempo todo estávamos pensando em ideias inovadoras, mas como nenhuma nos convenceu 100%, ficamos desmotivados e pensamos em deixar a competição. Nossa família e amigos nos disseram que não poderíamos deixar passar a oportunidade e que seríamos capazes de encontrar uma grande ideia. Nesta época, tentávamos transformar em ideias tudo o que víamos, escutávamos ou sentíamos.

Até que quando faltavam apenas duas semanas para o prazo final, algo inesperado aconteceu: era um dia de trabalho e na hora do almoço decidimos ir para outro lugar que não o de costume. Era um restaurante onde ofereciam pratos típicos do Pacífico Colombiano, e nós dois pedimos peixe. Quando terminamos a refeição, nos surgiu uma pergunta: Como podemos aproveitar o potencial de pesca do nosso país? e com um brilho nos olhos soubemos que essa pergunta era a semente que daria origem ao nascimento de nossa ideia.

Só precisávamos de mais algumas reuniões para moldar a ideia e então seria uma questão de analisar toda essa quantidade de informação. Naquelas reuniões estávamos muito animados por trabalhar em um projeto pelo qual nos apaixonamos completamente!

Quando finalmente enviamos a ideia, nos sentimos satisfeitos com nosso trabalho. Porém não tínhamos confiança suficiente em nós mesmos para acreditar que seríamos semifinalistas regionais. Ainda assim, a vontade de conhecer as equipes semifinalistas crescia cada vez mais –  porque no fundo sempre existiu uma chama de esperança que nunca se apagou e foi isso que nos permitiu seguir em frente!

O processo de competição Go Green: uma montanha russa de emoções

Quando recebemos a notícia de que fomos selecionados como uma das oito equipes, ficamos muito surpresos, porque realmente não estávamos esperando por isso. Então a felicidade tornou-se a protagonista do resto do dia, apesar de não poder celebrarmos juntos devido à quarentena. Nesse momento, nos sentimos realmente orgulhosos do nosso trabalho e motivados a dar nosso 100% durante a próxima etapa da competição.

Era a hora de complementar o projeto com a ajuda do nosso mentor: Daniel Garrido, General Manager Schneider Electric para o Equador. Daniel foi um grande apoio porque nos ajudou a focar no projeto de acordo com os critérios da competição; além disso, também nos deu muita confiança para enfrentar a apresentação da semifinal.

Durante duas semanas, praticamos diariamente como seria nossa apresentação por meio de vídeo-chamadas. Durante este período passamos por inúmeras emoções. Muitas vezes pensávamos que tínhamos em nossas mãos um bom projeto com todo o potencial para vencer. Mas então acreditávamos que não seria suficiente. Tudo isso sem contar o nervosismo, que crescía cada vez mais, por não dominar perfeitamente o inglês. No entanto, nunca desistimos e focamos em praticar diariamente para fortalecer a apresentação.

Go Green – Uma semifinal virtual

No dia 22 de abril de 2020, o evento da semifinal foi realizado de maneira virtual. Todas as equipes fizeram sua apresentação sem problemas. Cada uma apresentou ideias impressionantes e pudemos notar o compromisso de todas as equipes com a competição e o desejo de serem os finalistas. Estávamos muito nervosos quando o júri deu o veredito. Primeiro anunciaram o terceiro lugar e não éramos nós. Em seguida o segundo lugar e também não foi a nossa equipe que foi nomeada. E quando nos disseram o primeiro lugar, que surpresa! Era Groon: Susteinable Fishmonger (nosso projeto). Naquele momento só sentíamos uma imensa felicidade, nossas mãos tremiam e ficamos sem palavras, a sensação foi inesquecível!

15 minutos para contar um sonho: o dia mais esperado do nosso projeto.

Depois disso começou nossa preparação para o evento final, e ficamos muito orgulhosos por representar a América do Sul e também animados com a viagem para Las Vegas. Porém a incerteza começou: o Covid-19 paralisou o mundo e, da mesma forma, a final do Go Green. Quando descobrimos que o evento aconteceria de modo virtual, ficamos um pouco frustrados. Mas isso não nos fez parar, então continuamos nos preparando ainda com mais determinação, inclusive tivemos o suporte de professores da nossa universidade. A motivação que sentíamos naquele momento não tinha limites.

No dia 10 de setembro de 2020 aconteceu a grande final. Às 3:00 da manhã (horário da Colômbia) – mesmo com o céu escuro e nossas casas em silêncio total – a final começou, e desta vez com mais experiência, confiávamos em nosso projeto e nos sentíamos mais tranquilos, ainda que a emoção e o desejo de vencer nos deixaram um pouco nervosos. Quando chegou nossa vez, o tempo passou muito rápido e é impressionante ver como um trabalho que levou meses se transformou em 15 minutos de apresentação.

O veredito demorou um pouco mais do que o esperado e nesse momento nossas famílias já estavam acordadas e ansiosas para saber os resultados. Lembramos muito bem quando Nathalie Marcotte, presidente de Automação de Processos da Schneider Electric, começou a falar. Naquele momento não esperávamos que ela fosse anunciar o vencedor, foi uma grande surpresa quando ela disse o nome de nossa equipe: Groon Susteinable Fishmonger! Nossas famílias correram para nos abraçar na mesma hora e foi muito difícil conter as lágrimas! E o melhor sobre o evento ser virtual foi que pudemos comemorar junto com nossas famílias.

A Experiência de viver o Go Green

Por fim, queremos agradecer a toda a equipe da Schneider Electric pela oportunidade de participar de eventos tão enriquecedores como este e também queremos motivar todos os estudantes a participar das próximas edições da competição, porque se tem uma coisa que aprendemos com tudo isso, é que todos nós somos capazes de alcançar nossos objetivos e que o planeta precisa de mais ideias como a nossa!

Se você quer viver uma experiência como a nossa, inscreva-se no Go Green 2021!


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)