Life @ Schneider Blog

A minha jornada vivendo orgulhosamente fora do armário!

Lineker’s journey as a proud gay employee at Schneider Electric Brazil

Me chamo Lineker, tenho 26 anos e trabalho na Schneider Electric há quase 4 anos, iniciei na empresa como estagiário e quando me formei fui contratado. Faço parte da equipe de Field Services em Brasília como Analista de Planejamento.

No dia 11 de outubro foi o National Coming Out Day nos Estados Unidos, apesar de oficialmente não comemorarmos essa data no Brasil, proponho-me aqui a contar como foi minha história enquanto gay assumido no trabalho.

Comecei na Schneider Electric em 2016 na unidade de Brasília, e no meu primeiro dia de estágio, durante o almoço, comentei reservadamente para a minha supervisora que eu tinha um namorado.

Essa história poderia acabar nessas duas linhas acima, mas até chegar a esse momento espontâneo, eu já havia vivido muitas inseguranças, que é assumir a sua orientação sexual para alguém que você não sabe bem como irá reagir. E nesses momentos de vulnerabilidade tornei-me mais confiante em ser abertamente eu. Apesar de jovem já tive experiências suficientes para decidir que era assim que gostaria de seguir com a minha carreira: orgulhosamente gay!

Lembranças de uma confraternização de final de ano em 2017 com os meus colegas de equipes e as suas/seus companheiros. Eu, de camiseta verde, acompanhado do meu até então namorado.)

Me assumir na primeira oportunidade foi uma estratégia que aconteceu também na Universidade, durante uma cerimónia de trote no primeiro dia de aula, nos calouros tivemos que nos apresentar para a turma com nome, idade, onde estudou, onde mora, se esta namorando e orientação sexual… Eu não esperava que essa última pergunta fosse acontecer, mas aproveitei a oportunidade para que a partir daquele momento todos que fossem estudar comigo nos próximos anos, não tivessem um dia de dúvida sobre quem eu sou.

Na turma fui o único que se assumiu naquele dia, apesar que anos depois descobri que apenas fui o unico a ter coragem de se expor naquela situação intimadora. Isso não mudou muito as coisas, na verdade, só fui o centro das atenções por aqueles poucos minutos. Fiz amigos e precisei me adaptar a rotina universitária como todos outros estudantes. Por que no final é isso, ser gay é apenas mais uma característica que carrego e sempre haverá pessoas que vão gostar de mim independente disso.

Sei que pra minha geração Y (Millennials) e para pessoas ainda mais jovens está cada vez mais fácil se assumir, ainda que continuemos sofrendo os mesmos preconceitos e discriminações em ambientes como família, escola, trabalho, religião e até mesmo do Estado.

Antes de entrar para Schneider Electric já havia trabalhado em outras empresas, repartições públicas e indústrias tradicionais, mas em nenhum desses espaços me senti confortável de revelar minha orientação sexual. Me manter no armário nessas outras experiências me impediu de alcançar meu melhor desempenho e me desmotivou a permanecer naquelas empresas onde não me senti pertencido.

Trabalhar em uma empresa que adere a compromissos como a campanha Free & Equal das Nações Unidas pela Igualdade LGBT te deixa mais seguro que seus direitos não serão violados e que, além disso você pode ser ouvido em espaços como o blog onde podemos conhecer histórias de outros funcionários de outros paises como Ivi e Héctor.

A decisão de se assumir em um espaço depende de vários fatores, como já ser assumido em sua vida pessoal e familiar e a também a cultura da empresa em que você trabalha. Sair do armário é uma opção pessoal e ninguém deve se sentir obrigado a isso e muito menos ser forçado a se assumir. Não posso afirmar que não existem desvantagens e riscos para a carreira ao se assumir no trabalho. Cada sigla da comunidade sofre diferentes discriminações, dificuldades e estereótipos que devem ser também considerados. Em minha experiência enquanto homem cis gay irei listar abaixo algumas vantagens que podem te auxiliar nessa decisão:

1- Ser autêntico te levará ao seu melhor desempenho;

Tentar esconder quem verdadeiramente somos pode ser cansativo. Esse tempo e energia poderiam estar sendo aplicado em atividades mais produtivas. O medo de ser ‘’descoberto’’ pode te distrair do que realmente importa que é suas tarefas. Eu acredito que trabalhar alinhado com aquilo que realmente somos nos torna melhores trabalhadores.

2- Seus colegas não irão mais te confundir com uma pessoa heterossexual/Cis;

Se você não é uma pessoa LGBTI+ esse argumento pode parecer obvio e bobo. Mas para nos é algo bastante comum e constrangedor quando as pessoas assumem que você seja hétero (ou cis). Se queremos chegar ao dia que não seja mais necessário as pessoas se assumirem, precisamos parar já de assumir que ser Heterossexual e Cisgênero seja o único “normal”. Todos somos normais, o mundo é diverso e ouso em dizer que sempre foi, mas estávamos muito preocupados em manter uma falsa normatividade para perceber.

3- A Schneider Electric é uma empresa que trabalha a inclusão da comunidade LGBTI+

Print screen do evento online Quintas da diversidade, onde mesmo durante a pandemia tivemos visibilidade da comunidade LGBTI+ em um painel com convidados)

Todos os espaços deviam ser assim, mas sabemos que ainda existem muitos lugares conservadores e hostis para diversidade. Assim, me sinto privilegiado em iniciar minha carreira em uma empresa onde posso aqui falar abertamente sobre isso, onde tenho referencia de outros profissionais assumidos e bem-sucedidos, e que há espaços de discussões e ações junto a aliados em pró da inclusão da comunidade LGBTI+ na empresa. Conheça algumas das ações que tomamos para engajar e manter o diálogo aberto sobre esse tema na Schneider Electric Brasil:

  • SE Incluser

Esse é um projeto de Diversidade e Inclusão da Schneider Electric Brasil, que contempla pilares como Genero, Raça, LGBTI+ e PCD. Esses grupos são formados por empregados de diferentes áreas e cargos para pensarem juntos em como criar ações para incluir cada vez mais essas minorias na companhia. E você não precisa fazer parte dessa minoria para participar, aliados são muito bem vindos e necessários!

  • Grupo privado INCLUSER BRASIL

Grupo no Yammer voltado aos colegas Schneider Electric que desejam compartilhar com os Aliados do Pilar LGBTI+ sobre si mesmo, sua história, seu perfil e conversar sobre SER quem é!

Este grupo preza pelo respeito à história, intimidade, privacidade, escolhas e sigilo dos seus membros, e oferece um abrigo àqueles que precisam conversar e se abrir sobre o tema LGBTI+.

Me assumir como gay no trabalho me trouxe algumas vantagens e é algo que definitivamente não me arrependo. Sou mais feliz, mais honesto comigo e com os outros e me sinto um ser humano digno, interessante e único.

I am me, I am Unique and I am Schneider Electric.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)