Gestão de EnergiaEficiência Energética

Flexibilidade de equipamentos: uma das principais necessidades de energia segura no Brasil

Os Sistemas de Energia Segura para aplicações críticas representam um conceito amplo que abrange muitos tipos de tecnologias e equipamentos de proteção de energia. Para atender às exigências do mercado, o fornecedor de Energia Segura precisa ter especialização na indústria e tecnologia, oferecendo equipamentos suficientemente flexíveis para enfrentar os desafios especiais que podem ser encontrados em aplicações específicas. Além disso, serviços de manutenção rápida e qualificada e uma infraestrutura completa (P&D local, fabricação, treinamento, etc.) garantem a operação segura do negócio.

energia-2

Por exemplo, no mercado brasileiro há alguns desafios para atender às necessidades de Energia Segura da Indústria, uma vez que há diferentes requisitos para as tensões e índice de proteção (IP) padrão. Algumas aplicações, como Petróleo e Gás, Setor Ferroviário e Mineração, Minerais e Metais (MMM), exigem um maior nível de IP do que o equipamento de nobreak padrão projetado para uso de TI.
No que diz respeito às necessidades de tensão, no sul do Brasil a rede é de 380 volts, no centro do país geralmente ela é de 220 volts e no norte, uma tensão de 380 volts novamente. Além disso, existem muitos segmentos no mercado brasileiro que utilizam equipamentos importados com diferentes necessidades de tensão (208 V, 400 V, 480 V). Um país ou região que não tem uma voltagem padrão implica alguns desafios específicos para a Energia Segura, pois os equipamentos de proteção de energia precisam ser capazes de trabalhar com diferentes tensões.

energia-segura

Se o equipamento tem uma capacidade de tensão fixa, para adaptá-lo para a uma faixa diferente você precisa adaptar componentes externos, especialmente transformadores, à entrada (linha da rede) e à saída (carga). No entanto, o problema de adicionar transformadores é que isso diminui o desempenho, eficiência e outros parâmetros elétricos. No entanto, se um fabricante de equipamentos de proteção de energia tem uma visão de futuro e considera pacotes adaptáveis e a capacidade dos transformadores como parte do projeto do equipamento, podem ser obtidos um melhor desempenho e eficiência, pois o fabricante “integrou” a flexibilidade para trabalhar com diferentes padrões de IP e de tensão.

Como parte da solução da Schneider Electric para Energia Segura, a oferta de produtos (por exemplo, nobreaks, inversores, retificadores, reguladores de tensão) no Brasil inclui modelos que têm componentes de transformadores de entrada e de saída como parte do projeto. Estes equipamentos podem ser montados em diferentes pacotes e também podem atingir altos níveis de IP.

Em resumo, a flexibilidade dos equipamentos de proteção de energia é muito importante em um mercado como o Brasil.

No entanto, a flexibilidade para as diferentes tensões e IPs não é o único desafio. O tipo de proteção de energia crítica varia amplamente por indústria ou tipo de aplicação. Em algumas aplicações, como a proteção de PCs ou equipamentos de escritório, uma solução de nobreaks on-line de baixa potência pode cumprir os requisitos de proteção. No entanto, em aplicações de alta potência pode haver a necessidade de usar um nobreak on-line redundante, protegendo os sistemas críticos contra problemas de qualidade de energia. Mas se você considerar uma subestação de tensão, alguns tipos de cargas precisam de tensão CC ininterrupta, exigindo um tipo diferente de solução, conforme a encontrada em retificadores industriais. Para a aplicação de Energia Segura, uma ampla gama de opções garante a escolha da solução correta para processos críticos diferentes.

Em alguns aspectos, os desafios enfrentados no mercado brasileiro são únicos em comparação com outras regiões que possuem tensões elétricas padrão da rede e onde a qualidade da energia não é um grande problema. No entanto, alguns desafios permanecem os mesmos em todo o mundo, tais como a necessidade do fornecedor de Energia Segura ter experiência no setor e conhecimento dos regulamentos elétricos e de proteção de energia em segmentos verticais específicos da indústria. Por exemplo, no mercado de saúde brasileiro, em vez de usar nobreaks para proteger os equipamentos de ressonância magnética, os fabricantes recomendam o uso de reguladores de tensão.

Dessa forma, para assegurar proteção e confiabilidade em aplicações de energia críticas, você precisa de um fornecedor com uma ampla gama de soluções, equipamentos flexíveis e conhecimento específico para a sua aplicação. Equipamentos de proteção de energia adaptáveis ou customizáveis são importantes, mas, em última análise, você também precisa encontrar um fornecedor com experiência na indústria para atender às suas necessidades de Energia Segura.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)