Gestão de Energia

Clima severo e o uso da alimentação ininterrupta

Sim, caso você esteja se perguntando, o clima piorou. Nas últimas quatro décadas, os furacões se tornaram mais fortes e frequentes, de acordo com um estudo de 2020 publicado na revista “Processos da Academia Nacional de Ciências (Proceedings of the National Academy of Sciences)”.

Enquanto isso, o número de funcionários trabalhando em casa (Home Office) cresceu significativamente, aumentando a pressão sobre as organizações para que tomem medidas para proteger os ambientes de Home Office. Qualquer proteção e um plano de backup devem incluir uma fonte de alimentação ininterrupta (UPS) para quedas de energia.

Apenas nos últimos 10 anos, a lista de furacões catastróficos tem aumentado constantemente. Em agosto de 2021, Henri atingiu diretamente a Nova Inglaterra. Dias depois, um dos furacões mais fortes que já atingiu os Estados Unidos – o Ida – castigou a costa da Louisiana, inundando comunidades e cortando a energia de mais de um milhão de pessoas. O Ida também causou grandes inundações ao longo da costa atlântica, de Maryland a Nova York e Nova Inglaterra.

Mas os furacões são apenas parte da história do que parece ser um ciclo interminável de eventos climáticos extremos.

Na Califórnia, os bombeiros combatem grandes incêndios florestais em grande parte do ano. A Europa também não foi poupada do clima severo. As explosões no Ártico durante o inverno de 2021 foram seguidas no verão por inundações maciças em países da Europa Central, incluindo Alemanha, Itália e França, causando danos generalizados e algumas perdas de vidas. Na China, o calor extremo e as inundações causaram grandes danos e interrupções em julho.

Departamentos de TI devem minimizar os efeitos de quedas de energia para trabalhadores remotos

Interrupções de energia são comuns com eventos climáticos severos, especialmente tempestades com ventos fortes. É um risco que os proprietários de imóveis tradicionalmente tiveram que enfrentar. Porém, com tantas pessoas trabalhando em casa atualmente, agora isso também é responsabilidade do departamento de TI. Cerca de um quarto dos americanos agora trabalha em casa e, globalmente, 16% das empresas são totalmente remotas.

Então, como os profissionais de TI podem ajudar os trabalhadores remotos a minimizar os efeitos das quedas de energia? Primeiro, explicando aos trabalhadores os tipos de anomalias de energia que podem ocorrer e os riscos que representam para computadores, roteadores, impressoras e outros equipamentos de Home Office.

Em segundo lugar, preparando um plano de backup que inclua uma UPS para ajudar os trabalhadores remotos a enfrentarem quedas de energia e evitar serem desconectados do mundo exterior.

1º Passo: Entenda como a má alimentação reduz a vida de dispositivos sensíveis

Os problemas de energia causados pelo clima são comumente ocasionados por ventos fortes, pois as linhas de energia são derrubadas pela queda de galhos de árvores ou raios. Quando um raio atinge uma árvore ou outro objeto, grande parte da energia viaja para fora do impacto, dentro e ao longo da superfície do solo. Isso pode resultar em danos aos componentes internos dos dispositivos de computação, mesmo sem um raio direto em uma casa.

Uma perda repentina de energia pode gerar diversos problemas. As interrupções de energia podem ser instantâneas (menos de um segundo), momentâneas (até dois segundos), temporárias (de dois segundos a dois minutos) ou sustentadas (mais de dois minutos). Uma interrupção de energia pode fazer com que um funcionário que trabalha de casa (Home Office) perca dados valiosos.

Quedas de energia prolongadas podem cortar as comunicações com o mundo exterior. Se as baterias dos smartphones acabarem e o funcionário estiver usando um telefone IP, ambos serão desligados simultaneamente. A maioria de nós (especialmente os jovens da geração Y) se sente perdido quando os telefones celulares não são utilizáveis.

2º Passo: Implemente um plano de backup com uma fonte de alimentação ininterrupta

As UPSs são dispositivos de linha de frente que fornecem proteção de energia. Elas são equipadas com baterias que oferecem proteção contra surtos de raios, quedas de energia, ondas e apagões. Como tal, as UPSs podem proteger os investimentos em equipamentos de computação e rede. A bateria mantém o dispositivo funcionando quando a alimentação elétrica é cortada.

Ao discutir a proteção da UPS com os funcionários que trabalham em casa (Home Office) , a TI precisa avaliar quanta capacidade cada funcionário precisa. Isso é feito identificando o equipamento que a pessoa está usando para fazer seu trabalho e se conectar à rede corporativa.

Com base nessas descobertas, a TI pode recomendar qual modelo de UPS faz mais sentido para as necessidades do trabalhador Home Office. Em muitos casos, os mesmos dispositivos recomendados para uso em Home Office podem ser suficientes. Mas usuários avançados com configurações de computação mais complexas podem precisar de UPSs com maior capacidade.

Explore as Opções de UPSs

Para saber mais sobre como proteger os funcionários que trabalham em casa de problemas de energia relacionados a condições climáticas extremas, acesse o (Guia de Compras UPS – UPS Buying Guide). Ele guiará você por vários critérios e perguntas que devem ser considerados ao avaliar uma UPS para seus funcionários em Home Office.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)