Gestão de Energia

A importância do nobreak no varejo

De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o aumento das vendas de varejo, ao longo de 2019, será de 5,25%. E com Pontos de Vendas (PDVs) cada vez mais conectados – acompanhando o avanço da Transformação Digital – é preciso estar preparado para garantir a disponibilidade que o atual mercado exige.

Para competir com as lojas online, o varejo tem um trunfo importante nas mãos: o atendimento. E para que esse atendimento seja perfeito, quedas de sistema não podem ocorrer. Nesse cenário, contar com uma infraestrutura que garanta a continuidade das operações é fundamental para manter a satisfação dos clientes e evitar prejuízos, principalmente porque quando ocorre queda do sistema durante transações comerciais, dificilmente o consumidor que estava efetuando uma compra retorna à loja para finalizar o processo.

Mas nem todo comércio tem condições de investir e abrigar, por exemplo, equipamentos como um gerador convencional para evitar quedas de energia e consequentemente do sistema de PDV. Além da limitação de espaço, um dispositivo como esse muitas vezes causa ruídos e emite gases nocivos a quem trabalha em um pequeno comércio. Para suprir esse gap, algo que pode se tornar a melhor solução em lojas de pequeno a médio porte é o nobreak.

Atualmente já existem modelos no mercado que disponibilizam baterias com 600VA de potência e capacidade de até 97 minutos, o que ajuda a evitar problemas como surtos de tensão, travamento de monitores ou ainda reinicializações do sistema. Optar pelo uso de um nobreak de alta qualidade traz mais segurança para operações de um PDV e permite a utilização de computadores, impressoreas, sistemas de segurança, de iluminação e de comunicação, com mais autonomia.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)