Gestão de Energia / Eficiência Energética

A Importância da Mecânica em Equipamentos Elétricos

Na indústria e aplicações em que se utilizam UPS, retificadores e inversores, é muito comum a comparação de características técnicas dos equipamentos. Não é de se estranhar, afinal fazemos isto em nossas vidas quando vamos comprar um celular ou um computador novo. É importante saber qual a performance esperada e quais as vantagens e desvantagens de cada fabricante e modelo.

Nestas comparações, o foco muitas vezes é dado para as características elétricas, como fator de potência, distorção harmônica, eficiência, etc. Obviamente estes dados são extremamente importantes, pois impactam diretamente na infraestrutura e no sistema instalado. Mas existe um outro ponto bastante importante para muitas aplicações, que é o grau de proteção mecânica do equipamento.

A forma mais comum de se medir grau de proteção nas aplicações de equipamentos elétricos é conforme a norma IEC 60529. Segundo este padrão, a proteção mecânica é medida em duas características principais; a capacidade de proteger contra objetos sólidos e contra líquidos. Estes dois itens são independentes e apresentados em uma escala, iniciando em zero e crescendo conforme o nível da proteção.

Em geral, a maior parte dos equipamentos encontrados no mercado possui grau de proteção IP20; isto representa uma proteção contra sólidos de nível 2 (sólidos de até 12mm) e uma proteção contra líquidos de nível zero (não protegido). Este tipo de equipamento estaria vulnerável a uma goteira no local da instalação, por exemplo. Já um equipamento com grau de proteção IP42, muitas vezes encontrado na indústria, possui uma proteção contra sólidos de nível 4 (sólidos de até 1mm) e líquidos de nível 2 (queda de água em até 15º em relação à vertical).

Seria irresponsável dizer qual o grau de proteção necessário para cada aplicação, já que cada instalação possui as suas características e particularidades. Mas é essencial que este tipo de característica seja levada em consideração na comparação técnica realizada durante um processo de especificação e compra. Desta forma, é possível aumentar a confiabilidade e longevidade dos sistemas de conversão de energia.

Por isso, a Schneider Electric apresenta ao mercado a nova versão do nobreak Trunny, indicado para aplicações industriais, devido à sua robustez e maior nível de segurança. O equipamento agora conta com grau de proteção IP42 e acesso 100% frontal, facilitando a instalação e manutenção. Saiba mais sobre esse nobreak com entrada trifásica e saída monofásica, que garante o equilíbrio das cargas e ainda suporta variações de até -25% na tensão de entrada. Clique aqui!


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)