Gestão de Edifícios

O gerenciamento de edifícios aproveita o poder da IoT e da nuvem

A Internet das Coisas (IoT) está abrindo oportunidades em todos os tipos de áreas, inclusive nas operações de instalações. Um exemplo são as ferramentas para gerenciar edifícios de menor porte. Embora os sistemas de gerenciamento de edifícios (BMS) estejam disponíveis há muito tempo para o gerenciamento de grandes edifícios e instalações críticas, a tecnologia IoT torna viável, com bom custo-benefício, trazer funcionalidade semelhante baseada em nuvem para edifícios pequenos e médios – criando muitas oportunidades para os prestadores de serviços que os mantêm.

Como o post anterior explica, a melhoria começa a partir de uma maior eficiência das equipes de manutenção, as quais são auxiliadas a rastrear e concluir com mais facilidade os trabalhos de manutenção agendados, bem como a emitir relatórios.

Edifícios menores podem se beneficiar da inteligência da IoT

Esses tipos de ferramentas de operação e manutenção baseadas na nuvem também são um benefício para as equipes de operações, cuja função principal é reparar vários ativos da instalação quando as coisas dão errado e colocá-los em funcionamento o mais rápido possível. As ferramentas que combinam a instrumentação da IoT com os aplicativos baseados na nuvem possibilitam que os prestadores de serviços resolvam os problemas mais rapidamente e até expandam suas ofertas de serviços para incluir manutenção preventiva e acordos de nível de serviço (SLAs).

As novas ferramentas – disponíveis em aplicativo simples para smartphone – permitem que os prestadores de serviços recebam alertas instantâneos quando surgir um problema, além de dados acionáveis ​​sobre qual pode ser a causa. Os técnicos de serviço podem analisar o problema remotamente e decidir se precisam ir ao local, atribuir uma tarefa a um técnico de campo ou se o problema pode esperar até a próxima visita de manutenção agendada.

Esse tipo de ferramenta poderosa não é menos importante para proprietários de instalações pequenas e médias do que para edifícios maiores. Considere um caso real do cliente: uma empresa que fornece refeições para as escolas. Durante um fim de semana, quando não havia ninguém nas instalações, um disjuntor disparou e cortou a energia da geladeira. O problema não foi descoberto até os trabalhadores chegarem na segunda-feira, descobrindo que teriam que descartar cerca de 18.000 refeições.

Isso é típico de instalações não críticas que não são ocupadas 24 × 7, em que o ocupante do prédio é o primeiro a identificar um problema.

Expanda suas ofertas de serviços com tecnologia IoT e plataformas na nuvem

O tipo de alerta automatizado fornecido pelas ferramentas significa que os gerentes das instalações e os prestadores de serviços podem ser alertados sobre problemas emergentes antes que os ocupantes da instalação percebam. Esse tipo de capacidade de resposta rápida e mais inteligente permite que eles estabeleçam SLAs com os clientes, abrindo novas oportunidades de negócios.

Além disso, a IoT e as ferramentas baseadas na nuvem podem armazenar grandes quantidades de dados de todos os ativos, os quais podem ser usados ​​para comparações e relatórios históricos. Este é o tipo de dado que alimenta os programas de manutenção com base em condições, permitindo que os prestadores de serviços tenham a confiança necessária para se afastarem da manutenção estritamente baseada em cronograma e realizem a manutenção somente quando um ativo realmente precisar – com base no que as ferramentas estão dizendo sobre o seu desempenho.

Aqui, novamente, oferecer contratos de manutenção com base em condições pode ser uma nova fonte de receita para os prestadores de serviços, pois eles podem reduzir os custos de um cliente e, ao mesmo tempo, melhorar a continuidade de negócios. Isso ocorre porque a ferramenta baseada na nuvem pode monitorar com precisão a condição de um ativo e informar quando a manutenção é realmente necessária, reduzindo assim o tempo de inatividade.

Três camadas de tecnologia aumentam a eficiência

Soluções como o EcoStruxure ™ Facility Expert aproveitam o poder da IoT e da nuvem para melhorar a manutenção e as operações de gerenciamento de edifícios. Os produtos conectados, na primeira camada, podem enviar dados de desempenho e diagnóstico para a segunda camada de “controle local”. Tratam-se de softwares capazes de manter a operação segura e confiável dos componentes da instalação. A verdadeira mágica acontece na terceira camada, a qual consiste em uma série de aplicativos e ferramentas de análise baseada na nuvem que conduzem recursos de análise preditiva para ajudar os provedores de serviços a tomar decisões, reduzir custos e fornecer ainda mais eficiência. Abordarei isso com mais detalhes em uma publicação futura.

 

Clique aqui para saber mais sobre como o poder da IoT e da nuvem pode melhorar a eficiência de suas equipes de operações e a abrir novas oportunidades.

Artigo original: Building Management Gets a Boost from the Power of IoT and the Cloud


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)