Gestão de Edifícios

Saiba como realizar um gerenciamento de obras eficiente

Quem trabalha com construção civil sabe que obra é coisa séria: tanto clientes quanto empresas investem tempo e recursos para que o serviço tenha qualidade e seja concluído dentro do período estipulado. Por isso mesmo é que o gerenciamento de obras é uma parte tão fundamental do processo.

Em tempos de crise ou não, aumentar a eficiência e a inteligência das etapas de uma construção traz benefícios importantes a qualquer empresa do ramo.

Ficou curioso? Continue conosco e saiba como ter mais eficiência no seu gerenciamento de obras!

Quais são as vantagens de um gerenciamento de obras eficiente?

Planejamento e acompanhamento de obras minuciosos reduzem a ocorrência de erros que causam a maior parte dos problemas e acidentes na construção civil — e que comprometem todo o andamento do serviço —, como desperdício de material, aumento no tempo total de realização da obra e até animosidade entre trabalhadores.

Em um gerenciamento eficiente, a maior diferença é materializada na redução dos custos envolvidos. Afinal, são quase que eliminados os gastos não previstos com itens como a reposição de material desperdiçado, a manutenção de canteiro de obras, as tributações adicionais, entre outros. Além de se evitar toda a dor de cabeça que os custos emergenciais geram para a empresa e para os clientes.

O tempo de entrega da obra é profundamente afetado pelo planejamento: se bem-feito, tudo será entregue no prazo estipulado, mantendo o cliente satisfeito. Se mal-executado, gera descontentamentos e desvalorização da empresa.

A execução fiel às definições dos projetos arquitetônicos e complementares é outra vantagem de um gerenciamento de obras de qualidade. Isso porque cada decisão do projeto foi pensada para que a construção atenda perfeitamente às expectativas funcionais e estéticas para as quais foi projetada.

E lembre-se: caso as mudanças sejam mesmo necessárias, as decisões devem ser tomadas em conjunto com os projetistas.

Quando se trabalha com antecipação de problemas e uma gestão eficiente, fica muito mais fácil lidar com imprevistos e, ainda assim, finalizar os serviços no período contratado. Todo mundo sai ganhando!

O que é essencial no gerenciamento de obras?

Algumas etapas são imprescindíveis para o andamento adequado de uma obra, e é justamente a essas fases que se deve dar a maior atenção. Confira!

Estudo de viabilidade

Não é por acaso que o primeiro passo é o estudo de viabilidade: as possibilidades práticas de realização de um projeto precisam ser analisadas com cuidado, antes de sair construindo.

Nessa análise, entra a verificação da quantidade de trabalhadores necessária, o estudo sobre leis locais, o planejamento de logística da obra, os prazos, a ordem de acontecimento de cada serviço e outras demandas específicas. Com todos os fatores analisados, é possível entender quais são as chances reais de retorno financeiro do empreendimento.

Orçamento

As questões financeiras são, sem dúvida, as que mais têm o poder de inviabilizar uma obra em qualquer momento de sua execução. É também um dos passos mais trabalhosos, uma vez que exige certos conhecimentos de mercado, tanto com relação ao que vai ser gasto com pessoal quanto com insumos e aluguel de máquinas específicas.

Por isso, nenhum material ou etapa deve ser considerado de pouco impacto no momento da elaboração de um orçamento. Fique atento: é natural que os valores variem de acordo com flutuações na demanda, inflação e outros fatores. Portanto, à medida que o cronograma avança, revisões de custos devem ser realizadas para evitar estourar o investimento planejado.

Cronograma

O maior desafio do gerenciamento de obras é fazer o cronograma e o orçamento caminharem juntos, já que qualquer impacto em um prejudica o outro. Aqui, o mais relevante é contar com profissionais experientes em gestão de projetos e obras para aliar o que foi programado à realidade cotidiana de uma construção.

Para isso, é indispensável acompanhar de perto a obra para prever ocorrências, buscar soluções eficientes, ajustar o sincronismo dos processos e deixar toda a equipe a par tanto de avanços quanto de empecilhos. 

Gestão de pessoas

Por muito tempo, esse passo foi deixado um pouco de lado no gerenciamento de obras, pela enorme quantidade de demandas da parte técnica. No entanto, sabe-se hoje em dia que estratégias voltadas ao bem-estar e valorização da equipe de trabalho diminui o número de faltas, assegura a permanência de talentos e diminui a rotatividade dos colaboradores.

Como potencializar o gerenciamento de obras?

Depois de dominar os passos elementares, é possível pensar em implementar estratégias para impulsionar ainda mais o desempenho dos serviços e da equipe.

Invista na comunicação

Para que os projetos e as obras alcancem o nível de satisfação adequado, é preciso que todos estejam engajados: clientes, fornecedores, trabalhadores no canteiro, projetistas etc.

Os métodos de comunicação devem ser claros e objetivos, de modo a evitar interpretações equivocadas. Programe e realize reuniões periódicas, tanto as particulares com cada equipe quanto as gerais com todos os envolvidos. Dessa forma, todos prezarão acima de tudo pela qualidade da obra como um todo.

Analise o desempenho dos serviços

É extremamente importante que o gerenciamento de obras se retroalimente. Isto é, que as ocorrências de uma obra sirvam como base para a elaboração de estratégias para evitar — ou lidar de maneira inteligente — com transtornos semelhantes em serviços futuros.

Essa avaliação é contínua e muito rica em aprendizados, especialmente quando conta com contribuições de toda a equipe. Até porque, mesmo que as informações sejam centralizadas, diferentes opiniões podem trazer insights importantes e fazem com que todos se sintam incluídos.

Tire proveito da tecnologia

Foi-se o tempo em que o controle e o gerenciamento de obras utilizavam apenas as planilhas convencionais! Hoje, existe uma ampla gama de softwares e aplicativos especializados em gerenciamento de obras, que interligam as etapas da construção conforme a necessidade. Mas atenção: é importante manter o sistema sempre atualizado para não perder o controle do andamento dos serviços.

Foque em processos mais sustentáveis

A sustentabilidade já deixou de ser moda para se tornar uma tendência sem volta! Um gerenciamento de obras sustentável funciona para poupar recursos financeiros, fortalecer o mercado local, mudar a relação de trabalhadores e consumidores com os insumos e ajudar a reduzir cada vez mais a quantidade de resíduos de construção que prolifera pelas grandes cidades.

Percebe o quanto o tempo e a dedicação investidos no gerenciamento de obras podem tornar sua empresa mais competitiva e mais bem avaliada pelos consumidores finais? Para deixar todos os passos apresentados ainda melhores e mais eficazes, não deixe para depois: comece hoje mesmo a mudar a maneira como o seu negócio lida com questões de planejamento!

O que achou das dicas sobre gerenciamento de obras? Se foi enriquecedor para você, siga-nos agora mesmo nas redes sociais e fique sempre por dentro dos nossos conteúdos! Estamos no Facebook e no Instagram!


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)