Employer BrandingDiversidade e Inclusão

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Aliados da Diversidade no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Adriano está há 11 anos na Schneider Electric e trabalha no time de Power Products como Engenheiro de Aplicação de produtos especialista em Partida de Motores. Entrou esse ano como aliado em um dos grupos internos de Diversidade, o Pilar Pessoas com Deficiência (PCD).

Esses grupos são formados por pessoas de diferentes áreas e cargos que se reunem para pensarem juntos em como criar ações para incluir cada vez mais desses grupos na companhia. E você não precisa fazer parte desse grupo minoritário para participar, aliados e aliadas são muito bem vindos e necessários, como o caso do Adriano que não possui deficiência.

Ele acredita que cada individuo pode fazer sua parte quando o assunto é garantir direitos de pessoas com deficiência e assim decidiu se juntar ao Pilar para contribuir mais com a causa. Cada um pode fazer algo para garantir mais inclusão no trabalho e na sociedade no geral.

Apesar de se identificar com as pautas do Pilar Etnico Racial ele se desafiou a sair da zona de conforto e participar como aliado no Pilar PCD que se reune quinzenalmente para discutir e aprender mais com outros colegas sobre diversas pautas relacionadas a como ser anti-capacitista, inclusão e acessibilidade.

Capacitismo é toda forma de preconceito sobre as capacidades que uma pessoa tem ou não devido a uma deficiência. Adriano que também ja se sentiu limitado por sua origem humilde, onde diz ja terem dúvidado da sua capacidade.

Posicionar-se como um aliado no local de trabalho envia uma mensagem de apoio aos direitos das pessoas com deficiência, o que pode ser muito valioso para o acolhimento e inclusão de todos.

O líder do Pilar PCD, Cristiano Nazaro, da Schneider Electric escreveu sua experiência em nosso Blog Global para o Dia Internacional da pessoa com deficência.

Abraçar as diferenças é um valor fundamental da Schneider Electric

Estamos 100% comprometidos com a inclusão. “Exclusão” não faz parte do nosso vocabulário. Acreditamos em oportunidades iguais para todos, em todos os lugares. Isso significa acolher bem pessoas de todos os estilos, idades e culturas, abraçando diferentes perspectivas e denunciando o preconceito sempre que ele é notado. Afim de que todos se sintam valorizados e seguros para serem o seu melhor. Para nós, um estranho é apenas um amigo que ainda não conhecemos.

É política da Schneider Electric proporcionar oportunidades iguais para todos os indivíduos qualificados, independentemente de raça, religião, cor, gênero, deficiência, origem nacional, ascendência, idade, orientação sexual, estado civil ou qualquer outra característica ou conduta legalmente protegida.

Apenas consideramos candidaturas online para as nossas vagas em nosso portal de carreira.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)