Employer Branding

Schneider Electric apoia os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Para nós, lugar de mulher é onde ela quiser!

Já contamos aqui que somos um dos apoiadores corporativos do HeForShe.

Agora, novamente a convite da ONU Mulheres, a Schneider Electric está “pintando o mundo de laranja” em apoio aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres.

Schneider Electric em apoio aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher

“É tempo de aprofundar as nossas ações coletivas pelo fim da violência contra mulheres e meninas, de uma vez por todas.” – António Guterres, Secretário-Geral da ONU.

Brasil em 16 dias de ativismo com a ONU

O que são os 16 dias de ativismo?

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” é uma mobilização global que no Brasil dura 21 dias, pois inicia no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra e se encerra no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Vem sendo apoiada, no marco da campanha “Una-se Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, com o objetivo de sensibilizar, galvanizar o ativismo, compartilhar conhecimento e inovação no que se refere a prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todo o mundo.

Os 16 dias no Brasil são 21

Os 16 dias no Brasil são 21

Governos, sociedade civil, escolas, universidades, empresas, associações esportivas e as pessoas individualmente manifestam solidariedade às vítimas, às ativistas, aos movimentos de mulheres e às defensoras dos direitos humanos das mulheres para pôr fim à violência contra mulheres e meninas.

A Campanha utiliza o laranja, uma cor vibrante e otimista, para representar um futuro livre de violência contra mulheres e meninas, como tema unificador das ações realizadas na arena global.

Ativistas sobreviventes, ativistas comunitárias e defensoras dos direitos humanos das mulheres em todo o mundo trabalham incansavelmente para buscar justiça com relação à violência contra as mulheres.

Jogadora Marta em apoio aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Por tempo demais o silenciamento sistêmico das vítimas e a impunidade dos agressores favoreceu uma violência profunda, endêmica.

Atriz Tais Araújo em apoio aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Nos últimos anos, porém, a energia de transformação ganhou força por meio das muitas mulheres que se abriram e usaram as mídias sociais e outras plataformas para contar suas histórias e demandar mudanças usando motes como #MeToo, #TimesUp e #NiUnaMenos e muitos outros movimentos.

Nadine em apoio aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Extendo o convite a todos, para apoior esse movimento!

Como você pode participar?

  • Dissemine histórias de ativistas e sobreviventes da violência de gênero.
  • Explore abordagens inovadoras, como por exemplo através da exibição de documentários e exposições de arte.
  • Conte as histórias sobre como a sua organização está apoiando ativistas e sobreviventes de violência.
  • Crie oportunidades de diálogo entre ativistas e gestores de políticas públicas, empresas e o público em geral.
  • Use as hashtags #UseLaranja, #MeEscuteTambém, #16dias e #PinteOMundoDeLaranja

Confira como a Schneider Electric tem trabalhador a diversidade e inclusão na compania.

Leia também


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)