Dispositivo Diferencial Residual: o que é e como funciona?

Introdução

O Dispositivo Diferencial Residual ou Dispositivo DR é um componente de extrema importância para garantir a segurança das instalações elétricas. Ele desempenha um papel crucial na prevenção de acidentes e proteção contra choques elétricos.

Neste artigo exploremos o que é esse dispositivo, seu funcionamento e sua relevância na proteção contra choques elétricos e outros acidentes. Entender a importância do DR é essencial para eletricistas, consumidores e todos os envolvidos com instalações elétricas seguras e confiáveis.

E se está interessado em adquirir um Dispositivo DR, não deixe de acessar a loja online da Schneider Electric, clique aqui e conheça!

O que é um Dispositivo Diferencial Residual?

Os Dispositivos Diferenciais Residuais (DRs) são essenciais nas instalações elétricas, projetados para assegurar a segurança dos usuários e evitar acidentes relacionados a choques elétricos e fugas de corrente.

Esses dispositivos são capazes de identificar pequenos desequilíbrios na corrente elétrica de um circuito, resultante de uma possível fuga de corrente para a terra ou de um contato acidental, e agem instantaneamente ao detectar essa anomalia. Se uma pessoa inserir um objeto na tomada ou se encostar em um fio desencapado ou superfície metálica, o DR entra em ação e desarma o circuito, impedindo qualquer risco de choque elétrico.

Proteja-se contra choque elétrico

A função principal do dispositivo DR é garantir a segurança elétrica, além de proteger pessoas contra choques elétricos e até possíveis fatalidades, também desempenha um papel importante na prevenção de incêndios causados por falhas elétricas.

Os Dispositivos Diferenciais Residuais (DR) referem-se a dois grupos de dispositivos e é importante não confundi-los, pois apesar dos nomes similares, eles possuem funções distintas:

  • IDR (Interruptor Diferencial Residual): é um tipo de dispositivo residual que possui a função principal de detectar uma fuga de corrente elétrica em um circuito e, em seguida, desarmá-lo rapidamente. Ele é especialmente projetado para proteger os usuários contra choques elétricos e outros riscos relacionados à fuga de corrente.
  • DDR (Disjuntor Diferencial Residual): já o DDR é outro tipo de dispositivo residual com funções adicionais além da proteção contra choques elétricos. Ele incorpora as características de um disjuntor padrão, o que significa que além de detectar e interromper fugas de corrente, também é capaz de atuar como um disjuntor, protegendo o circuito contra sobrecargas e curtos-circuitos.

Como funciona um Dispositivo DR?

O dispositivo DR monitora constantemente a corrente elétrica que entra e sai de um circuito. Ele compara essas correntes e, caso haja uma diferença significativa entre elas, isso indica a presença de uma corrente de fuga. O dispositivo DR é sensível o suficiente para detectar até mesmo pequenas variações de corrente, da ordem de miliampères.

Quando uma corrente de fuga é detectada, o dispositivo DR atua rapidamente para interromper o fornecimento de energia elétrica. Ele desliga o circuito de forma automática, reduzindo o risco de choques elétricos e protegendo a integridade das pessoas e dos equipamentos elétricos.

Tecnicamente falando…

As bobinas principais são enroladas sobre o núcleo magnético de modo a determinar, quando atravessadas pela corrente, dois fluxos magnéticos iguais e opostos, de modo que, em condições normais de funcionamento, o fluxo resultante seja nulo. A bobina secundária é ligada ao relé polarizado.

Se a corrente diferencial-residual (isto é a corrente que flui para a terra) for superior ao limiar de atuação In, a bobina secundária enviará um sinal suficiente para provocar a abertura do relé polarizado e, portanto, dos contatos principais.

Por que utilizar um Dispositivo DR?

A utilização do DR é obrigatória em algumas áreas, conforme a norma NBR 5410, mas sua importância vai além das exigências normativas. Aqui estão algumas razões para utilizar esse dispositivo:

  • Proteção contra Choque Elétricos: é essencial para proteger pessoas contra choques elétricos, especialmente em áreas úmidas como banheiros e cozinhas. A detecção rápida de fugas de corrente evita acidentes graves e pode salvar vidas.
  • Prevenção de Incêndios: além de proteger contra choques elétricos, o DR atua como vigilante da qualidade da instalação elétrica. Ele evita as chamadas “fugas de corrente”, que poderiam causar faíscas e incêndios.
  • Economia de Energia: também contribui para a economia de energia, ao detectar fugas de corrente que poderiam gerar desperdício de eletricidade.
  • Distribuição Eficiente da Proteção: permite uma distribuição eficiente da proteção, garantindo que uma falha em um circuito não afete todo o sistema elétrico.
  • Conformidade com as Normas Técnicas: a utilização do DR é exigida pela norma NBR 5410 em áreas específicas, garantindo a conformidade com as normas técnicas de segurança.

Mesmo em locais onde não é exigida por lei, a instalação de dispositivos DR é altamente recomendada visto que até 30% dos incêndios produzidos nas edificações são devidos a um defeito elétrico.

O defeito elétrico mais comum é causado por deterioração dos isolantes dos condutores, devido entre outras causas:

  • Ruptura brusca e acidental do isolante do condutor.
  • Envelhecimento e ruptura final do isolante do condutor.
  • Cabos mal dimensionados.

Ao instalar um dispositivo DR, você está protegendo sua família, seus funcionários, seus clientes e seu patrimônio contra riscos elétricos. É uma medida preventiva que pode salvar vidas e evitar prejuízos causados por incêndios e danos materiais.

IMPORTANTE: a proteção contra choques elétricos somente deve ser feita usando-se o DR de alta sensibilidade (30mA), já a proteção patrimonial pode ser feita pelos Dispositivos DR de 100mA, 300mA, 500mA além da sensibilidade de 30mA já mencionada.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe!

Leia mais

Tags: , , , , ,

Conversa

  • Robson Rogerio.

    4 anos ago

    Perfeita explicação. Fácil entendimento… parabéns.

    Responder

  • Alessandro Leme

    3 anos ago

    Bom dia,

    Em minha casa tem DR, porém acredito que exista algum erro na instalação, pois sempre desarma o DR da caixa exterior e não o DR do painel interno da residência.
    Tem como me dar uma dica?

    Cumprimentos

    Alessandro

    Responder

  • Gesse Sant Martins

    3 anos ago

    Muito bons os professores .
    Obrigado pelas aulas.

    Responder

  • Jack Douglas Russiano

    2 anos ago

    Ola qual Dr devo usar em um grupo de circuitos com um disjuntor de 20A + 16A + 20A por exemplo devo colocar o Dr para esse grupo somando as correntes dos disjuntores? Ou devo calcular a corrente que passará neles ,por exemplo no primeiro uma corrente de 9 A no segundo 3 A e no terceiro 12 A para calcular o Dr de qual jeito devo fazer ,pois só achei videos que dimensionam o geral?

    Responder

Adicione um comentário

Todos os campos são obrigatórios.