EcoStruxure

Por que o tamanho do frame de um disjuntor em caixa moldada é tão importante?

Este artigo foi adaptado da sua versão original em inglês, publicada no blog global da Schneider Electric.

por Gilles Lordey

 

Os disjuntores em caixa moldada (MCCBs) são equipamentos críticos nos painéis elétricos. Mas os montadores de painéis podem ter desculpas para tratar esses dispositivos como uma commoditie às vezes. No entanto, o design físico desses produtos pode fazer uma grande diferença na eficiência com que os montadores de painéis são capazes de realizar seus trabalhos, porque quando se trata de MCCBs, quanto menor, melhor.

Começando com o básico, os MCCBs são disjuntores que incorporam todas as peças, mecanismos e dispositivos de disparo de corrente em uma caixa moldada fabricada com material isolante. Projetados para proteger circuitos conectados em sistemas de distribuição de baixa tensão, os MCCBs são compostos por dois componentes principais:

 

  • Frame (ou quadro) – Este é considerado o corpo do disjuntor. É o invólucro moldado e isolado, fabricado com poliéster de vidro, composto de resina termofixa ou outro material termoplástico de fibra de vidro.

 

  • Unidade de disparo (ou disparador) – É considerada o cérebro de um disjuntor. Ativa um mecanismo operacional quando ocorre um curto-circuito ou sobrecarga de corrente prolongada. As unidades de disparo mais avançadas de hoje são eletrônicas e oferecem configurações de montagem flexíveis, dependendo da aplicação.

 

Os sistemas de distribuição de energia dos edifícios incorporam vários MCCBs em painéis elétricos centralizados. A montagem desses painéis é um processo complicado. Garantir conexões elétricas duradouras, atender à possível necessidade de circuitos auxiliares, atender aos requisitos de proteção de fuga à terra e possibilitar a opção para futuras atualizações, tudo isso pode fazer parte da mesma tarefa.

Esses desafios são multiplicados quando se considera o elemento crítico de espaço. Em ambientes industriais e comerciais pequenos, especialmente, o espaço pode ser um imóvel valioso, portanto, minimizar as dimensões do painel também pode ser uma meta do cliente. Mas conectar um painel menor pode significar um maior comprometimento de tempo para os montadores, à medida que os ajustes se tornam mais difíceis de se fazer.

Por exemplo, os MCCBs ComPact NSX, resolvem os problemas de espaço incorporando a proteção de fuga à terra nos disjuntores, sem alterar seu tamanho original. As unidades de disparo desses disjuntores são intercambiáveis, portanto podem ser atualizadas com o tempo para incluir funções mais avançadas de medição e alarme. Mesmo com menor footprint, esses MCCBs apresentam capacidades de interrupção de até 100 kA à 690 V. Assista ao vídeo abaixo para saber mais!

 

 

Agora, os mais compactos MCCBs ComPact NSXm podem facilitar ainda mais a montagem de painéis. Esses dispositivos foram projetados com capacidades de até 70 kA à 415 V e também podem incorpor proteção de fuga à terra. Além disso, os construtores de painéis se beneficiam:

  • dos Conectores EverLink™, que permitem conexões fáceis de cabos usando um mecanismo patenteado de mola que mantém a pressão constante nos cabos conectados ao longo do tempo;

 

 

 

Para saber mais sobre como garantir a proteção mais segura, faça o download do nosso artigo, “Como garantir uma conexão de potência segura e durável para sua instalação elétrica”. Além disso, não se esqueça de se registrar no Portal do Parceiro de Montadores de Painel para encontrar ainda mais maneiras de tornar o trabalho dos montadores mais fácil e eficiente.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)