Data Center

Um caso de negócio convincente de gestão remota e proteção de energia crítica

A pandemia salientou o papel fundamental que as infraestruturas digitais críticas desempenham nas empresas, permitindo que mantenham a continuidade das suas operações.

Contudo, com o aumento do trabalho remoto e a aceleração das estratégias de transformação digital de muitas empresas, a gestão de maiores volumes de localizações de TI distribuídas geograficamente tornou-se um grande problema.

Recentemente, no âmbito da série de podcasts IT Channel Perspectives da Schneider Electric, falei com Angel Castaño, Technical Director Energy Efficiency da Cad&Lan Espanha, sobre algumas das medidas que os utilizadores finais estão a tomar para ajudar a mitigar as falhas de energia e de TI.

Também conversámos sobre a transição para a gestão remota e modelos de negócio baseados em serviços digitais, e sobre como uma maior visibilidade e mais informações baseadas em dados se tornaram os maiores aliados das empresas.

75% dos inquiridos afirmaram que o seu incidente poderia ter sido evitado.

A 10ª sondagem anual de Data Centers do Uptime Institute, por exemplo, verificou que as interrupções estão a ocorrer com uma frequência perturbadora e estão a tornar-se mais prejudiciais e dispendiosas. Um terço dos participantes admitiu ter sofrido uma interrupção importante nos últimos 12 meses, e um em cada seis estimou que esta custara mais de 1 milhão de dólares (+850.000 euros).

O que é interessante é que 75% dos inquiridos afirmaram que o seu incidente mais recente poderia ter sido evitado com uma melhor gestão, formação e com processos melhorados. Isto cria um caso de negócio convincente para a proteção da energia e sua gestão remota.

Automação de processos e monitorização em tempo real

Há muito que os serviços digitais, a análise de dados e a monitorização remota são ferramentas críticas para as empresas; porém, tornaram-se particularmente importantes nos últimos 18 meses. Angel afirma que a proximidade da Cad&Lan aos seus clientes tem sido essencial para ajudar a satisfazer as suas diferentes necessidades durante a pandemia.

“Notamos uma importante evolução nas tecnologias que facilita a rápida tomada de decisões, permitindo-nos automatizar o ambiente de TI, bem como controlar e proteger as infraestruturas em tempo real,” afirma Angel Castaño. “A adaptação ao trabalho remoto, a automação de processos e a monitorização em tempo real têm sido essenciais para manter a continuidade.”

A Schneider Electric tem vindo a apoiar a Cad&Lan durante todo este processo: desde a configuração – ajudando a conceber a solução de Data Center ou de Edge Computing – até à monitorização.

Trata-se de um processo que continuamos a acompanhar, trabalhando em estreita colaboração com muitos dos nossos parceiros ao longo do ciclo de vida dos projetos; desde a conceção até à especificação e monitorização.

Este tipo de abordagem permite desenvolver uma relação de longo prazo mais próxima com o cliente, e aumentar o potencial de obter receitas de serviços recorrentes ao longo de todo o ciclo de vida do projeto.

As informações em tempo real são cruciais nas lojas de Data Center.

Informações em tempo real

Desde sistemas de retalho nas lojas a Data Centers, as informações em tempo real são cruciais, especialmente ao gerir um grande número de locais distribuídos. Quer o cliente esteja à procura de um modelo de TI remoto, no local ou híbrido, a Cad&Lan desenvolveu uma solução completa que ajuda a mantê-lo ligado.

“Entre os nossos clientes, temos uma empresa que possui uma vasta rede de supermercados na Europa, para a qual monitorizamos o consumo de energia e a qualidade da instalação elétrica,” acrescenta Angel.

Trabalhamos também com uma conhecida rede de oculistas que requerem a monitorização remota e apoio para as suas redes e sistemas de TI a fim de obter dados sobre os fluxos. Estas análises no local melhoram o desempenho dos pontos de venda (POS).

Em cada um destes casos, o software de monitorização remota da Schneider Electric ajuda a comunicação end-to-end, integrando-se com todo o tipo de equipamento baseado na IoT, para que tudo seja incluído numa única plataforma que o cliente possa visualizar conforme necessário.”

Uma visão completa das infraestruturas

Outra consideração essencial é permitir uma abordagem conjunta, desde o início, que se concentre na visão e nas ambições do cliente. Isto significa interligar produtos e equipas, criar e integrar soluções de software e promover a automação para obter informações em tempo real.

“É importante manter uma cadeia sólida entre cliente, instalador e fabricante. Se um dos elementos for fraco, a própria solução não será bem-sucedida,” afirma Angel. “O cliente é quem mais beneficia da aliança, visto que tem o apoio de todas as partes sempre que necessitar.”

O pacote EcoStruxure da Schneider Electric permite a monitorização da energia e a automação de edifícios e infraestruturas, ao mesmo tempo que possibilita aos parceiros estabelecer ligação a qualquer software ou hardware em qualquer plataforma ou ambiente.

Isto significa que a Cad&Lan tem a capacidade de oferecer informações em tempo real e diferenciar os seus serviços, proporcionando um valor excecional aos clientes. Através do trabalho conjunto e da monitorização remota paralelamente aos aspetos de hardware e manutenção, é também possível obter uma visão completa das infraestruturas do cliente, o que reduz o risco, diminui os custos e ajuda a antecipar falhas potenciais.

Além disso, as capacidades de inteligência artificial (IA) analisam os dados, permitindo que os clientes tomem decisões baseadas neles, ao mesmo tempo que mitigam o tempo de inatividade.

Pode ouvir o mais recente podcast IT Channel Perspectives “Um caso de negócio convincente de gestão remota e proteção da energia”, apresentado pela Cad&Lan, aqui.

Para saber mais sobre o novo programa mySchneider IT Solutions Provider Partner visite o site.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)