Data Center

DCIM proporciona às empresas a energia para planejar e impulsionar a eficiência operacional

As empresas que gerenciam os seus próprios data centers devem lidar com um conjunto complexo de responsabilidades, incluindo como alimentar e arrefecer equipamentos, instalar e manter hardware, cumprir requisitos de conformidade, fornecer segurança, garantir a recuperação em casos de desastres, monitorar o desempenho e capacidade de dezenas, centenas ou até milhares de servidores – ah, e economizar dinheiro.

É uma tarefa difícil, complicada ainda mais pela explosão de dados nos últimos anos, proveniente de dispositivos móveis, da enorme quantidade de dados prevista da “Internet das Coisas”, e o desenvolvimento de softwares analíticos poderosos.

Para as empresas que estão ansiosas em tornar a sua operação de dados mais ágil, eficiente e confiável, o gerenciamento da infraestrutura de data centers (DCIM) é uma ferramenta extremamente útil, afirma Domenic Alcaro, Vice-Presidente de Soluções de Software de Data Center da Schneider Electric.

Em uma conferência de data centers recente em Nova York, Alcaro descreveu o DCIM como “uma tentativa de capturar todos os dados que estão sendo expostos no data center — dados como informações de temperatura, informações do fluxo de ar, poder de computação, utilização de servidores – agrupar tudo isso, aplicar análises e tomar algumas decisões com base nessas análises”.

Os tipos de decisões habilitadas pelo DCIM abrangem uma ampla gama de desafios de instalações chave, afirma Alcaro, incluindo planejamento da capacidade, respostas mais rápidas às necessidades de negócio, manutenção da disponibilidade, redução dos gastos de capital e operacionais (CAPEX/OPEX), consolidação de data centers, gestão de riscos e ativos e eficiência operacional.

O poder de planejar

No lado do planejamento, tanto os gerentes de instalações, quanto de TI, frequentemente devem responder perguntas sobre onde colocar um novo servidor, como e se ele afetará o circuito derivado existente, a consistência de utilização das CPU dos servidores e se os dados podem ser consolidados em um menor número de servidores.

“O DCIM ajuda a responder todas essas perguntas”, diz Alcaro. E mesmo se o DCIM não puder gerar uma resposta imediata e definitiva para uma questão de data center, diz ele, “pelo menos ele fornece a você o caminho para resolver a situação”.

Ao usar o software de DCIM, afirma Alcaro, os gerentes de data centers podem visualizar os dados em painéis para servidores individuais, que mostram padrões de uso, eficiência e capacidade. Isso é fundamental para determinar se um servidor está realmente sendo utilizado e é decididamente superior a uma técnica que muitos profissionais de data center ainda utilizam.

“Eu ouvi que alguns gerentes de data centers, quando suspeitam que um servidor esteja potencialmente sendo subutilizado ou não utilizado, de fato o desligam e esperam uma semana para ver se alguém vai reclamar”, diz ele. “E, se ninguém reclamar, concluem que o servidor é um candidato à consolidação”.

Eficiência operacional

O planejamento é fundamental para um data center bem gerenciado, mas o valor real da instalação vem da sua operação.

O DCIM pode fornecer uma série de respostas a questões operacionais, como o PUE (Power Usage Effectiveness, ou eficácia no uso da energia), se, e onde, há hotspots, o estado dos projetos pendentes, quais equipamentos estão no data center, e a saúde geral das instalações.

“Este software permite que você entenda a sua capacidade e demanda, e faça algumas coisas para melhor associá-las”, diz Alcaro.

O software de DCIM também fornece mapas de calor em tempo real, mostrando aos gerentes de data centers a temperatura e velocidade do ar em toda a instalação, ajudando a gerenciar o ambiente de forma mais eficiente.

Análiticos de data centers

Assim como as empresas agora podem tirar proveito dos dados por meio da aplicação de algoritmos avançados para entender o comportamento dos clientes, analisar processos de negócio e explorar resultados potenciais de projetos e campanhas, os data centers podem utilizar as análises para responder a uma série de questões importantes.

Entre elas, afirma Alcaro, estão quanto custa rodar o data center, como as despesas operacionais podem ser reduzidas, se uma iniciativa de eficiência energética teve sucesso, e se as exigências regulamentares foram cumpridas.

“E esta é uma questão importante”, diz Alcaro. “Quando eu terei de construir outro data center?”

Some tudo isso, diz ele, e o DCIM oferece uma série de benefícios para um data center, incluindo:

  • Reduções anuais de custos de 10% a 30%
  • Um retorno sobre o investimento em geralmente de três a 18 meses
  • Aumento drástico da eficiência
  • Resposta mais rápida às iniciativas de negócio
  • Uma visão holística do data center

“De maneira geral”, afirma Alcaro, “o DCIM ajuda-o a adquirir o controle da sua infraestrutura para que ela não controle o seu negócio”.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)