Data Center

Como planejar o seu Data Center para os requisitos de seus negócios

Eu me reuni com Paul-François Cattier, VP de Datacenters da Schneider Electric enquanto estava na Data Centres Europe em Nice. Perguntei-lhe como as empresas podem começar a abordar o projeto dos seus data centers para atender os requisitos de negócio, em vez dos requisitos de tecnologia da área de TI.

“Houve muitas mudanças na maneira na qual a TI era utilizada ao longo dos anos 80, 90 e 2000 – até hoje, quando estamos usando a virtualização e a Nuvem”, afirmou ele. “Mas uma das principais mudanças na carga de TI é que anteriormente a indústria migrava para cargas de computação de densidade maior, os servidores e o ambiente de data center eram muito estáveis e previsíveis”.

“De fato, o data center era como um plano econômico de cinco pontos. Tudo era muito certo, elaborávamos algumas premissas e começávamos a construir um panorama do futuro com base nelas, desenvolvíamos alguns multiplicadores e assim por diante. É como prever o futuro, mas fazer isso usando eventos históricos que na verdade não mudam muito daqui para frente. Era fácil.

shutterstock_92065808

“Mas quando trata-se de computação em Nuvem, há uma grande versatilidade na carga de TI. Isso muda totalmente a natureza do data center. O que isso traz consigo é uma incerteza total. Então você tem uma outra incerteza causada pela tecnologia. Além da virtualização e computação em nuvem, na maior parte do tempo você constrói data centers para 20 anos, mas nesses 20 anos poderá haver cinco ou seis novas gerações de equipamentos de TI.

“A maioria dessas inovações ainda não foi inventada ou nem mesmo concebida. Portanto, é muito difícil prever qualquer coisa! Além disso, temos empresas que para sobreviver precisam ser mais ágeis e adaptáveis do que nunca. Elas precisam ser flexíveis e ter a capacidade de reagir rapidamente a ambientes de negócios e econômicos em mudança.

“Imagine que há seis anos o Facebook nem sequer existia. Hoje podemos estar testemunhando o nascimento de uma nova aplicação inovadora que substituirá o Facebook. Mas nesse momento, todos nós acreditamos que o Facebook vai durar para sempre! Portanto, temos um ambiente que muda muito rapidamente, no lado da tecnologia, na natureza da carga de TI e no ambiente de negócios do cliente.

“Mas, o que isso gera coletivamente é uma incerteza enorme. Sobre quais necessidades deve ser projetado um data center, por qual motivo de negócios, para hospedar que tipo de tecnologia e que tipo de carga de TI? Uma carga como a do Facebook, que aumenta loucamente, pode ser eclipsada repentinamente por outro tipo muito diferente de aplicação.

“Dessa forma, como você gerencia esse tipo de incerteza? Este é o negócio para os projetistas de data centers e realmente há uma maneira de arquitetar e planejar o seu data center de uma forma que, mesmo que você não saiba o que o futuro nos reserva, sabe que construiu uma infraestrutura ágil e flexível, que pode abraçar as tendências futuras que ainda não são conhecidas, tecnologias futuras que ainda não foram inventadas. Mas o seu data center será adaptável a isso.

“Isto surge da inclusão da inteligência da escalabilidade e modularidade no seu projeto, de modo que você conseguirá gerenciar todas essas incertezas!”


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)