Arquitetura

Guia do quarto infantil lindo e acessível

Nem sempre dá para construir um castelo no quarto – mas por que não pintá-lo na parede?

A criatividade é uma das qualidades mais incríveis das crianças, e é geralmente nos quartos que a magia acontece. Por isso, é importante que o espaço seja confortável e estimulante, colorido e tranquilo, durável e divertido.

Expressar a personalidade e os gostos do pequeno morador é um ótimo primeiro passo. Mas, para te acompanhar do início ao fim, veja abaixo o guia do quarto infantil lindo e acessível:

 

  • Um quarto para o adulto, um mundo para a criança

Antes de mais nada, dê uma boa olhada no espaço do quarto para avaliar qual a melhor disposição dos móveis para que haja espaço para cama, brinquedos, livros, mesa, cadeira e tudo mais- violão, skate, TV, telescópio…

O ideal é que a maior parte das coisas esteja ao alcance dos pequenos, que eles tenham conforto ao se moverem pelo ambiente e que possam fazer suas coisas com liberdade. Se não forem tão pequenos assim, inclua-os no projeto. Assim, o quarto fica ainda mais especial.

  • Do arco-íris à caverna do dragão

Não precisa de grandes itens, como um castelo de madeira, um escorregador ou uma parede de escalada para que a criança seja feliz naquele cantinho. Em vez disso, que tal fazer uma pintura diferente na parede, investir em uma tinta de lousa, ou então fazer desenhos nos móveis (a cama pode ser um carro e a mesa de cabeceira pode ser um robô).

Quanto às cores, você quer que o quarto seja estimulante e colorido, mas que também dê aconchego e segurança ao pequeno. Por isso, um equilíbrio nas cores é fundamental. No quarto do Pedro, escolhemos tons de azul e laranja como os principais, e balanceamos com uma base branca.

  • Detalhes lúdicos tornam tudo um pouco mais divertido

Vasos, puxadores, tapetes e almofadas coloridas são alguns dos detalhes que fazem toda a diferença. Pegue os tons principais e replique-os nesses itens. Eles também são uma ótima forma de adicionar o gosto da criança sem um comprometimento a longo prazo, já que os acessórios podem ser trocados com mais frequência do que os móveis, por exemplo.

 

Post assinado por @apartamento_203

 

Quer estar sempre por dentro de todas as novidades? Clique aqui e faça parte da nossa base. Seja um de nossos Arquitetos parceiros e receba conteúdos exclusivos.


No Responses

Leave a Reply

  • (will not be published)